Visita ao podólogo previne complicações do diabetes

Profissional especializado no atendimento ao portador da doença presta um serviço de saúde pública que está em falta no mundo do trabalho

diabetes-y-el-cuidado-de-los-piesPessoas que têm diabetes precisam ter um cuidado especial com os pés. Por isso, visitar regularmente um podólogo é uma prática que pode evitar complicações graves decorrentes da doença. O profissional de podologia, no entanto, deve ser capacitado para identificar e cuidar do chamado “pé diabético”.

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que o diabetes é uma grande preocupação da vida moderna. Os casos da doença no mundo saltaram de 108 milhões em 1980 para 422 milhões em 2014. Entre as complicações mais comuns do diabetes estão as amputações de pés e pernas em decorrência de feridas não cicatrizadas.

De acordo com Valéria Manera Meleiro, docente do Senac Limeira, a evolução do diabetes pode provocar alterações nervosas ou vasculares, dificultando a circulação nos membros inferiores. “Para o portador de diabetes mellitus, cuidar dos pés é mais do que uma questão de higiene, é uma obrigação. A orientação é que a pessoa com diabetes faça visitas regulares a um podólogo qualificado para manter os pés saudáveis”, afirma.

A docente, no entanto, chama a atenção para a falta de técnicos com essa especialidade. “O atendimento ao portador de diabetes mellitus requer profissionais com formação especializada, a fim de melhorar o prognóstico do paciente. Hoje, temos poucos profissionais com essa qualificação”, destaca.

Para colaborar com a formação de mão de obra especializada, o Senac Limeira oferece o curso Especialização Técnica em Atendimento Podológico ao Portador de Diabetes Mellitus, que prepara o aluno para ter uma visão mais específica e qualificada para trabalhar com as diferentes complicações que podem ocorrer nos pés e para identificar os graus de risco e patologias que acometem os portadores da doença.

“Além das aulas teóricas, o curso contempla atividades práticas realizadas em laboratórios de multiprocedimentos, proporcionando aos alunos a vivência de situações desafiadoras”, explica Valéria.

O curso tem início em 6 de fevereiro e é voltado às pessoas graduadas em podologia ou que tenham concluído o curso Técnico em Podologia. As inscrições podem ser feitas na própria instituição.

Cuidados para evitar o “pé diabético”

A docente Valéria Manera Meleiro orienta sobre os cuidados básicos que uma pessoa com diabetes deve ter para evitar lesões nos pés:

·         Examine seus pés diariamente;

·         Lave-os com sabão neutro e água morna (cuidado com a temperatura da água);

·         Seque muito bem entre os dedos;

·         Verifique a cor e a temperatura da pele;

·         Nunca ande descalço, mesmo em casa;

·         Use meias de algodão e sapatos confortáveis;

·         Mantenha as unhas aparadas em ângulo reto;

·         Não use bolsa de água quente;

·         Hidrate seus pés com creme específicos para evitar rachaduras;

·         Evite cremes gordurosos, que aumentam o atrito com o calçado, proporcionando lesões;

·         Não remova a cutícula.

Serviço
Especialização Técnica em Atendimento Podológico ao Portador de Diabetes Mellitus
Data: 6 de fevereiro a 6 de novembro de 2017
Carga horária: 300 horas
Horário: segundas-feiras das 8 horas às 17h30
Local: Senac Limeira
Endereço: Rua Quadros Sobrinho, 1 – Centro
Informações: (19) 2114-9199 / www.sp.senac.br/limeira
 
Link da pesquisa: http://www.unasus.gov.br/noticia/no-dia-mundial-da-saude-2016-oms-lanca-seu-primeiro-relatorio-global-sobre-diabetes
JC Limeira - Todos os direitos reservados 2016 | Desenvolvido por FMTurati WebDesign