Startup de Limeira vai beneficiar alunos do ensino técnico do interior

Acordo inédito vai beneficiar 10 mil alunos do ensino técnico do Estado de S. Paulo 

Convênio firmado com Startup ClassApp quer resolver desafios na educação

DSC_0027A assinatura de um convênio inédito entre o Governo do Estado de São Paulo e a startup ClassApp vai beneficiar cerca de 10 mil alunos do Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza. A partir de setembro, estudantes e familiares de nove Etecs (Escolas Técnicas do Estado) do interior de São Paulo passarão a usar o aplicativo ClassApp para se comunicar com a instituição. A ferramenta traz a praticidade da comunicação móvel para promover uma maior participação dos pais na vida acadêmica dos seus filhos, além de permitir o compartilhamento de conteúdo entre alunos e professores. (Leia mais sobre o app abaixo) .
 
 A parceira entre a jovem empresa de Limeira (SP) e o Governo de São Paulo foi firmada na última quinta-feira, dia 18, pela diretora-superintendente do Centro Paula Souza, Laura Laganá. O convênio surgiu depois que a ClassApp foi escolhida como uma das vencedoras do Programa Pitch Gov- concurso promovido pelo Governo em parceria com a Associação Brasileira de Startups (ABStartups) que selecionou propostas inovadoras para resolver desafios da administração pública. Na ocasião, o Centro Paula Souza elencou a comunicação escolar como um dos seus desafios- dificuldade que pode ser solucionada pelo ClassApp.
 
Essa é uma das primeiras parcerias público-privadas na área de educação, envolvendo startups. Além do benefício direto aos alunos e familiares, a iniciativa traz vantagens tanto para o Estado, como para as jovens empresas. Enquanto o poder público garante a proximidade com tecnologias modernas e inovadoras de forma mais ágil, o acordo estimula o empreendedorismo e o desenvolvimento das startups na validação das suas ideias e na alavancagem das suas operações. “A grande importância desse tipo de acordo é que ele possibilita que a inovação das startups impacte e transforme a vida de milhões de pessoas de forma muito mais rápida”, pontuou Guilherme Junqueira, vice-presidente da ABStartups.
 
Relacionamento Escola-família
 
“Sem o apoio dos pais é difícil fazer uma educação de qualidade”. A opinião da diretora-superintendente do Centro Paula Souza, Laura Laganá, que já é consenso entre os educadores, foi a grande motivação para a consolidação do convênio com a ClassApp. “Precisamos do envolvimento da comunidade e das famílias na escola. Além disso, queremos estar mais próximos das pessoas que servimos e atendemos para poder ouvi-los e, assim, melhorar nosso desempenho e nossa atuação. Por isso, esse projeto é fundamental”, afirmou Laura.
 
Além de possibilitar um maior engajamento dos estudantes e das famílias, a ferramenta também será usada para divulgar oportunidades de emprego para os alunos que estão concluindo os estudos.
Para o Co-Fundador e CEO da ClassApp, Vahid Sherafat, o convênio é uma oportunidade de levar para a esfera pública, o aplicativo que já é usado por centenas de escolas particulares do Brasil. “É muito empolgante ver que a partir da nossa solução, estaremos a serviço de milhares de famílias”, disse.
 
Sobre o ClassApp
 
Sherafat explica que o ClassApp cria uma rede de comunicação privada, exclusiva e totalmente gerenciável para as escolas. O funcionamento é simples e intuitivo, similar ao “WhatsApp”, mas totalmente adaptado para atender as demandas de uma instituição de ensino. A ferramenta é multicanal e possuí um sistema inteligente, capaz de medir a visibilidade da comunicação (ou seja, saber quem leu cada mensagem).
 
Através do aplicativo, as escolas podem compartilhar, em tempo real, tanto comunicados gerais (como eventos e reuniões), como mensagens específicas de cada aluno ou turma e enviá-las diretamente aos pais, estudantes, professores ou equipe. Da mesma forma, as famílias também podem interagir com qualquer departamento da escola através da ferramenta. “Potencialmente, o aplicativo permite abolir o envio de bilhetes de papel, o que representa economia relevante de tempo e de recursos naturais”, explica.
 
Para garantir que a mensagem chegue ao destinatário, o sistema usado pelo app é capaz de identificar o recebimento e a leitura das mensagens de forma instantânea e tomar decisões automáticas, roteando os comunicados por email ou sms, caso o aluno ou a família que não tenha o aplicativo instalado. A ferramenta ainda permite o envio de fotos, documentos em PDF, enquetes interativas e relatórios detalhados para reportar detalhes da rotina escolar de cada aluno. Outra novidade trazida pelo ClassApp é adoção da assinatura digital (com amparo em Lei) para validar circulares ou autorizações.
 
Dentre as escolas que vão usar o ClassApp estão: a Etec Prefeito Alberto Feres, de Araras; Etec Trajano Camargo, de Limeira; Etec Euro Albino de Souza, de Mogi Guaçu; Etec Pedro Ferreira Alves, de Mogi Mirim; Etec de Nova Odessa; Etec Cel. Fernando Febeliano da Costa e Etec Dep. Ary de Camargo Pedroso, de Piracicaba; Etec Prof. Armando Bayeux da Silva, de Rio Claro e Etec Prof. Dr. José Dagnoni, de Santa Bárbara D’Oeste.
 
Além da ClassApp, outra startup a firmar parceria com o Governo no setor da educação foi aDEV Tecnologia. A empresa paulistana implantará um sistema informatizado de gestão do consumo de energia na Etec Santa Ifigênia, na Capital. Serão aplicados dispositivos de automação, como sensores de presença, temporizadores e iluminação LED em sala de aula, corredor e banheiro.
JC Limeira - Todos os direitos reservados 2016 | Desenvolvido por FMTurati WebDesign