Pistorius dá versão sobre morte de namorada: “me enchi de horror”

244497-970x600-1O paratleta sul-africano Oscar Pistorius voltou a afirmar nesta terça-feira que matou a tiros sua namorada Reeva Steenkamp por engano, pensando que fosse um ladrão atrás da porta do banheiro. Detido desde quinta-feira, o corredor compareceu a audiência para pedir liberação sob pagamento de fiança, até que o julgamento aconteça.

Pistorius disse em comunicado lido por seu advogado em tribunal de Pretória que “se sentiu vulnerável” porque estava deitado sem suas próteses quando ouviu barulhos vindos do banheiro. Após disparar os tiros contra a porta, ele percebeu que Reeva não estava ao seu lado na cama e “se encheu de horror e medo”.

Foi então que o atleta colocou suas próteses nas pernas e tentou arrombar a porta do banheiro, que estava trancada. Ele conseguiu derrubar a porta com um bastão de críquete – encontrado pela polícia em sua casa – e encontrou a modelo de 29 anos baleada.

Segundo a versão de Pistorius, ele então pegou a namorada no colo e desceu com ela para o andar térreo. “Mas ela morreu nos meus braços”, declarou o campeão paralímpico.

JC Limeira - Todos os direitos reservados 2016 | Desenvolvido por FMTurati WebDesign