O desafio de construir relacionamentos saudáveis

Saiba como tornar a convivência harmoniosa em todos os ambientes com a especialista Camila Cury do Augusto Cury Cursos

downloadA psicóloga e especialista em análise comportamental, Camila Cury, diretora do Instituto Augusto Cury Cursos, desenvolveu uma metodologia nomeada de “A arte de construir relações saudáveis”, baseada na Teoria da Inteligência Multifocal, tese criada pelo psiquiatra e escritor Augusto Cury. O curso, focado em saúde e educação emocional, estimula habilidades para que as pessoas aprendam a se relacionarem saudavelmente, seja na vida pessoal ou profissional, em todos os aspectos do dia.
Segundo a especialista não há soluções mágicas para construir relacionamentos saudáveis, é necessário apenas saber as habilidades corretas para educar a emoção e equipar o intelecto. “Precisamos conhecer os papéis do Eu, que representa a capacidade de escolha. Entre esses papéis, o de ser autor da própria história, um protetor do psiquismo, um jardineiro do território da emoção, um plantador de experiências positivas na memória das pessoas que estão próximas.”
A especialista ressalta ainda que brigar, gritar, impor ideias em excesso não reflete uma personalidade do Eu forte, como muitos pensam, mas, sim, frágil. “Falar o que vem à mente, dizer sempre a verdade, nem sempre é a expressão de um Eu maduro, mas, sim, de quem não tem autocontrole. Um Eu forte e maduro aquieta sua ansiedade, protege quem ama, pede desculpas sem medo, aponta primeiro o dedo para si antes de falar dos erros do outro, repensa sua história, exige menos e se doa mais e não tem a necessidade neurótica de mudar quem está ao seu redor”, ressalta a psicóloga.
Saber se relacionar saudavelmente também auxilia as pessoas a superarem melhor as frustrações e decepções, sentimentos que são inevitáveis no convívio humano. “Você pode conviver com milhões de máquinas e não sofrer nenhuma frustração, mas, se conviver com um ser humano, por mais que o ame, haverá decepções imprevisíveis e frustrações inesperadas. Não há nada tão saudável quanto construir relações sociais saudáveis, fundamentadas em amor inteligente, elogio, apoio, diálogo, tranquilidade, generosidade, investimento em sonhos e reconhecimento de erros. Paralalo a isto, nada pode ser tão angustiante quanto construir relações saturadas de atritos, discórdias, cobranças, ansiedade, ciúme, controles, medo da perda e necessidade neurótica de estar sempre certo”.

Dicas:
1 – Não avalie o outro pelos seus erros:
A maioria tem uma tendência a resumir o outro pelo erro, esquece-se os acertos e pauta-se principalmente nas dificuldades. Entender que ninguém oferece ao outro o que não tem para dar e que as pessoas são mais importantes que os seus erros, pode contribuir muito na construção de relações saudáveis.
2 – Elogie antes de criticar
Elogiar em público e criticar no particular é a melhor técnica para produzir aprendizagem. Geralmente, as pessoas expõem o outro acreditando que o constrangimento é importante para gerar mudança, mas acontece o contrário, a pessoa exposta sente-se invadida emocionalmente e pode se fechar a qualquer iniciativa de reflexão e mudança.
3 – Cobre menos e abrace mais
Muitos se cobram demais, buscam errar pouco e são altamente preocupados com o que os outros vão pensar de si. Isso é muito importante, mas se não houver proteção emocional, a maioria acaba se cobrando excessivamente e, consequentemente, cobrando do outro também. Ser tolerante e paciente primeiramente consigo, é fundamental para ser assertivo, proporcionar reflexão as outras pessoas e provocar mudanças comportamentais. Doe-se sem reservas, mas, não espere a contrapartida do retorno.
4 – Reconheça os erros
Antes de exigir mudanças nos outros, devemos buscar mudanças em nós mesmos, e o primeiro passo é reconhecer os erros. Quem acredita que os problemas são sempre do outro, não possui maturidade emocional e pode levar suas dificuldades e miserabilidades até o final de sua vida, sem reeditar sua história.
5 – Seja empático, simpático e carismático.
Ser empático, ou seja, colocar-se no lugar do outro se preocupando pelo interesse e necessidade das pessoas é o ponto de partida para construir relacionamentos estáveis. O simpático é aquele que expõe o que sente pelo outro, compartilha suas histórias e valoriza a das outras pessoas. O carismático dá um passo adiante em relação à empatia e simpatia, pois distribui elogios, demonstra paciência e amabilidade e destila sabedoria e afetividade.

Augusto Cury Cursos é um centro avançado de desenvolvimento da inteligência e da saúde emocional, formado por uma equipe multidisciplinar de diversas especialidades, que trabalha com crianças a partir de 5 anos, adolescentes e adultos, colaborando para a promoção do crescimento pessoal, social e profissional do indivíduo, além de contribuir para uma sociedade mais humana, saudável e feliz.

Dr. Augusto Cury é psiquiatra, psicoterapeuta e escritor. Foi considerado o autor mais lido da última década, com mais de 20 milhões de livros vendidos somente no Brasil. Suas obras são best sellers e premiadas em vários dos mais de 60 países onde são publicados. Destaca-se como pensador da atualidade com doutorado e mestrado internacionais que embasam sua teoria, denominada Inteligência Multifocal.

JC Limeira - Todos os direitos reservados 2016 | Desenvolvido por FMTurati WebDesign