Giovannetti inaugura empório com mais de 400 itens!

Giovannetti investe meio milhão de reais na implantação de empório e em obras de infraestrutura

Novo serviço oferece mais de 400 itens nacionais e importados e está disponível a partir de 29/04 na unidade Cambuí

imagem_release_637328
Salão do Giovannetti Cambuí: novo layout

 

O Grupo Giovannetti inicia dia 29 de abril a operação de um empório próprio, destinado à comercialização de mais de 400 itens entre nacionais e importados. Instalado na unidade Cambuí da rede choperias, o novo serviço é uma das etapas do projeto de expansão da marca, que completa 80 anos em 2017. Além desta ação, o projeto inclui também uma remodelação na infraestrutura do imóvel. O total de investimentos nas obras e implantação do Empório é de meio milhão de reais.

O Empório Giovannetti nasce com a excelência da marca e para agregar ao público contemporâneo cada vez mais exigente experiências enogastronômicas diferenciadas. No mix de produtos estão vinhos portugueses, chocolates suíços, geleias exóticas, tais como a de physalis (fruta de sabor levemente ácido também conhecida como golden berry), azeites gregos, italianos e espanhóis, incluindo a opção de azeite não filtrado, azeitonas recheadas e gregas, antepastos nacionais e importados, temperos, biscoitos salgados, snacks, chás gourmet em cápsulas e outros produtos.

“Notamos um aumento na procura pelos serviços de entrega e eventos em domicílio nos últimos anos, o que impulsionou a criação de mais uma facilidade para aquele cliente que gosta de reunir amigos e familiares em casa. Como o Giovannetti integra o Grupo 15 Participações, do qual fazem parte também as redes Graal, America, Barbacoa e Pinguim, conseguimos preços especiais junto aos fornecedores, devido ao grande volume negociado, o que nos possibilita oferecer aos clientes produtos com valores entre 05% a 10% abaixo dos praticados em estabelecimentos similares”, diz a gerente de marketing e eventos do Giovannetti, Karina Nascimento.

Os itens do Empório Giovannetti podem ser adquiridos para consumo no local ou para viagem. Um terminal exclusivo para registrar a compra foi instalado para atender com agilidade os clientes do novo serviço, que será disponibilizado também pelos deliveries tradicional e online. De acordo com Karina, a carta de vinhos do restaurante passa a contar com mais 70 rótulos e a oferta de tira-gostos para acompanhar o tradicional chope chega a quase 200, se somadas os mais de 100 salgados, lanches e outros itens, presentes no cardápio.

Produtos nacionais e importados

Infraestrutura

O Empório ocupa uma área de 40 metros quadrados no canto direto do salão principal do casarão, que passou por reformulação. O projeto arquitetônico contemporâneo, assinado pelos arquitetos Mara Nogueira e Ronaldo Baena, da Alvo Arquitetura e Construção, de São Paulo, promove um resgate da memória afetiva. A inspiração foi a própria edificação em estilo chalé lambrequinado, construída nas últimas décadas do século XIX, tombada pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Campinas (Condepacc) e que foi restaurada pelo Grupo Giovannetti.

Nichos de madeira cedro rosa com almofadas de madeira Duratex essencial preto, gavetões na parte inferior, lousa impressa em silk screen e iluminação por perfil de LED especificado em cada nicho cobrem as paredes do Empório e servem para expor os produtos. Duas mesas com o mesmo padrão de madeira e pés com rodinhas, uma menor na parede ao fundo e outra maior estão posicionadas logo abaixo do nível das janelas existentes no local. Do alto dos nichos, presos em um suporte de metal envelhecido, três pendentes brancos leitosos de formas diferentes em estilo vintage, suspensos por cabos de aço vermelhos complementam a ambientação.

O piso de ladrilho hidráulico já existente no espaço, em mosaico preto e branco confere um aspecto ainda mais autêntico dos antigos armazéns de secos e molhados.

De acordo com os preceitos de sustentabilidade, o projeto arquitetônico do Giovannetti Cambuí muitos dos elementos já existentes no local, como o forro de mogno e os pisos de ladrilho hidráulico e de madeira foram revitalizados e aproveitados. Assim, a estrutura do caixa foi instalada na frente da vitrine de suvenires e ambos ganharam visual como o dos nichos, com a madeira preta e os perfis de LED, que conferem destaque aos objetos ali expostos. Os pendentes também se repetem, formando uma coerência estética no ambiente.

No fundo do salão, o lado esquerdo foi tomado por uma estante com fundo revestido pelo cimentício Tibur Trama Cavo e que ganha destaque por meio de perfis de LED instalados por trás da estrutura. Dois grandes vitrais – em referência aos existentes nas bandeiras das portas e janelas do casarão – lousas impressas em silk e objetos vintage em ferro, ágata, cerâmica e outros materiais complementam a estrutura que serve de atração para a área do self service.

Do lado direito, o vão que separa as mesas de alimentação da lanchonete foi ampliado, tornando-a mais visível. Um dry wall esconde a coifa existente e transmite a sensação que a lanchonete foi ampliada também. A parte de cima do dry wall foi usada como parte da decoração da casa, expondo objetos de cobre e latão. Uma das paredes laterais foi revestida de porcelanato Mugat branco polido e negro e, pendurados acima do balcão permanecem as tradicionais peças de frios, que servem como ornamentos.

Para a área do self service, no coração da casa, foi criado um projeto luminotécnico a partir de uma única lona tensionada com 15 lâmpadas fluorescentes T5 por detrás, que foi instalado em um recorte que já existia no forro de madeira do salão. A solução proporciona uma luz difusa, uniforme e aconchegante.

O pavimento inferior do estabelecimento também foi repaginado, o que conferiu mais amplitude e integração ao espaço. As rampas de acessibilidade foram revestidas com granito apicoado antiderrapante e os corrimãos ganharam pintura eletrostática mais resistente à corrosão e às variações de temperatura.

Os banheiros feminino e masculino do pavimento superior ganharam bancada e cuba integradas de Technistone Starlight na cor rubi (para elas) e black (para eles), um composto de pedra com 93% de materiais naturais brutos cuidadosamente selecionados, especialmente quartzo e granito triturado, além de resinas, pigmentos coloridos e fragmentos adicionais selecionados que garantem ao material suas características próprias.

As paredes, a partir de uma altura acima de 60 cm, foram revestidas com porcelanato Mugat, com características de mármore Carrara, tal qual o que existia nos sanitários ali existentes no passado. O efeito foi valorizado por um perfil de LED. Acima dele, uma textura bem delicada, nas cores verde cáqui – no banheiro feminino – e aroeira do campo – no masculino – repetem as mesmas tonalidades dos porcelanatos Vodevil cor oliva e 1900 cor marengo, escolhidos respectivamente para a parte alta das paredes dos dois espaços e para ambos os pisos, estes últimos da linha Taco Dome Nacar 4 x 4, com pequenos losangos (cabochons).

Os banheiros são adaptados de acordo com as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e estão em sintonia com os preceitos sustentáveis e ecologicamente corretos. As torneiras das pias são acionadas por sensor de movimento e a válvula de descarga (Eco Confort) conta com dispositivo que limita a vazão de água a três ou seis litros, independente do tempo de acionamento.

As obras no casarão do Giovannetti Cambuí preveem ainda a substituição de toda a iluminação da casa por LED e melhorias no pavimento inferior.

JC Limeira - Todos os direitos reservados 2016 | Desenvolvido por FMTurati WebDesign