Especialistas aprovam novo zoológico de Limeira

zoo 2O novo Zoológico Municipal de Limeira, localizado no Horto Florestal, recebeu na terça-feira, dia 21 de janeiro, a visita de dois especialistas da área. Eles vieram ao município para verificar as novas instalações do zoológico. O vice-presidente da Sociedade de Zoológicos e Aquários do Brasil (SZB), Fernando Magnani e Rodrigo Teixeira, diretor e médico veterinário do Zoológico Municipal de Sorocaba, estiveram acompanhados do secretário do Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Bioatividades, Alquermes Valvasori. Eles também visitaram o local onde funcionava o zoológico, na área central da cidade, para conhecer os trabalhos desenvolvidos no trato com os animais.

Os especialistas aprovaram as novas instalações, que funcionam dentro de um terreno de aproximadamente 40 mil metros quadrados e têm capacidade para abrigar até 350 animais. Na opinião de Magnani, da SZB, a linha de atuação de um zoológico deve ser sustentada por três pilares: preservação, educação e lazer. “Sob essa perspectiva, eu recomendo que a transferência para o novo zoológico seja feita na maior brevidade possível”, concluiu.

Para Rodrigo Teixeira, diretor e médico veterinário do Zoológico Municipal de Sorocaba, o novo zoo de Limeira está dentre os melhores do País. “Os recintos são amplos e a proposta é muito boa”, salientou. Valvasori, que já conheceu grandes zoológicos do mundo, como o de San Diego (EUA), explicou que o maior desafio é inserir esse projeto dentro do contexto do século 21. “O zoológico tem que preservar o seu bioma”, disse.

O Secretário também ressaltou que além de proporcionar a visitação dos animais, há a preocupação de oferecer atividades educacionais. “O zoológico é fundamental na formação da pessoa”, afirmou. Para tanto, o novo espaço conta com uma área destinada a projetos ambientais.

No antigo zoológico, que atualmente não está aberto à população, eles puderam verificar a situação dos 200 animais que vivem no local, incluindo uma onça preta e micos leões dourados – animais que estão em extinção.

Os especialistas foram até a cozinha, acompanhar o cuidadoso preparo da alimentação. De acordo com o médico-veterinário do zoológico, Danielo Mazon, são oferecidos semanalmente aos animais cerca de 100 quilos de carne bovina, 15 quilos de frango e 15 quilos de fígado, além de uma dieta rica em frutas, verduras e cereais. O cardápio ainda conta com uma peculiaridade: os tenébrios, larvas de besouros criadas dentro do biotério do zoo e que complementam a refeição dos animais. Segundo Magnani, foi possível constatar que os animais estão visivelmente bem cuidados. “Eles recebem uma alimentação de qualidade e o tratamento dos técnicos está dentro das normas ambientais”, afirmou.

Também estiveram presentes Paloma Bosso, veterinária e especialista em comportamento e bem estar animal e Roni Puglia, médico veterinário, que foram recebidos por Giuliana Clarice Mercuri Quitério, diretora de Áreas Vivas da prefeitura. Alquermes agradeceu a visita e o apoio dos especialistas. Ele informou que o novo zoológico aguarda ainda uma vistoria do Ibama, para que tenha as autorizações necessárias junto aos órgãos competentes.

Fotografias
Crédito: Michele Pampanin
JC Limeira - Todos os direitos reservados 2016 | Desenvolvido por FMTurati WebDesign