Abertura da 34ª Expoflora

Evento espera receber 300 mil turistas vindos de todas as partes do Brasil.

A Expoflora apresenta as novidades do setor da floricultura, que estima crescimento entre 6% e 8% em 2015. Entre as novidades estão os kalanchoes de corte, resistentes ao hormônio do envelhecimento, petúnias que suportam mais o calor e Sol pleno, além de novas variedades de rosas de jardim e crisântemos.

 

 aberturaConsiderada a maior exposição de flores e plantas ornamentais da América Latina, a Expoflora prepara o público, e o mercado floricultor, para dar as boas-vindas à primavera. O evento começa no dia 28 de agosto e termina em 27 de setembro, sempre de sexta-feira a domingo e no feriado de 7 de setembro, das 9h às 19h. São esperados cerca de 300 mil visitantes nos 17 dias do evento, vindos de todas as partes do Brasil.

 A Expoflora lança as novidades em flores e plantas ornamentais ao mercado, indicando as tendências do setor. Uma delas é a volta das flores de jardim. Entre as novidades estão os kalanchoes de corte, resistentes ao etileno e, portanto, muito mais duráveis, petúnias que suportam mais o calor e podem ser plantadas em Sol pleno, além da volta de outras variedades de flores e plantas de jardins, como rosas (rasteiras, híbridas e arbustivas), dálias, crisântemos, antúrios, sanseveria, coco ornamental e Zamini, que é uma mini zamioculca, entre outras

Mercado em alta

 

O mercado de flores prevê para 2015 um crescimento entre 6% e 8%. Os lançamentos de novas variedades, a disponibilidade das flores e plantas cada vez mais próximas do consumidor (pontos de venda), e o planejamento em longo prazo feito pelos produtores são os fatores apontados pelo setor para os resultados positivos.

Holambra (junção das palavras Holanda, América e Brasil) é uma antiga colônia holandesa, hoje um município com cerca de 12 mil habitantes e reconhecidocomo a Capital Nacional das Flores. Trata-se do maior produtor e centro de comercialização de flores e plantas ornamentais do país, respondendo por 50% do mercado brasileiro de flores, por meio de duas importantes cooperativas: Veiling de Holambra e Cooperflora.

A Expoflora não se caracteriza como feira, pois o seu objetivo não é vender, mas, sim, mostrar ao público as flores e plantas ornamentais cultivadas por mais de 400 produtores que atuam em Holambra. Os produtores aproveitam a Expoflora para lançar novas variedades de flores e plantas, ditar tendências no paisagismo e decoração e para avaliar a sua aceitação pelo consumidor.

Exposição e Mostra de paisagismo

Na Exposição de Arranjos Florais, os cenários, assinados pelos decoradores e paisagistas holandeses Jan Willem van der Boon e Jessica Drost, conduzirão os visitantes a uma viagem pelo mundo, para que a natureza aguce os sentidos da visão (beleza), olfato (aroma), tato (texturas), audição (sons) e paladar (sabores).

 A decoração inclui cascatas de flores, ambientes de festa e mais de 200 sugestões de arranjos de flores de corte. Apenas nesta exposição, são utilizados cerca de 2.000 mil vasos de flores e 300 mil hastes de flores de mais de 3.500 diferentes variedades. A exposição tem por objetivo mostrar as tendências e servir de imensa vitrine para apresentar as novidades do setor.

 Já a Mostra de Paisagismo e Jardinagem conta com 20 ambientes assinados por 30 profissionais, que foram desafiados a criarem seus projetos baseados no tema Frutos do Jardim, apoiados por cerca de 150 empresas fornecedoras de produtos e serviços do segmento.  O objetivo é estimular os profissionais a sugerirem ideias de jardins e espaço externos de convívio, residenciais ou comerciais, focados nas tendências em sustentabilidade, design e bem-estar.

Todos os projetos foram desenvolvidos e implantados em sintonia com os conceitos de sustentabilidade, tais como uso racional da água e do solo, soluções para a preservação das espécies animais e vegetais, economia de fontes de energia e reciclagem de materiais, entre outras. A coordenação da Mostra de paisagismo e jardinagem está sob os cuidados de Ana Rita Gimenes e de Ralph Gerardus Dekke.

Parque da Expoflora

O Parque da Expoflora conta com uma área de250 mil m² dos quais 750 m² são destinados à Exposição de Arranjos Florais, uma das principais atrações do evento, que este ano tem como tema Flores, Sabores e Sensações. Entre as atrações fixas estão, também, a Mostra de Paisagismo e Jardinagem, com o tema Frutos do Jardim; a Parada das Flores; a Chuva de Pétalas; o Passeio Turístico por Holambra, que inclui a visita a um campo de flores; as danças típicas; o Shopping das Flores e a culinária holandesa, além de parque de diversões, mini sítio e visita ao Museu de Holambra.

Investimentos

Foram investimentos, em 2015,  cerca de R$ 4 milhões no evento. A Expoflora é muito significativa para a economia do interior de São Paulo, já que os reflexos de sua realização são estimados entre R$ 20 milhões e R$ 22 milhões nas cidades localizadas num raio de 80 km de Holambra. O evento garante 1.800 empregos diretos e 5 mil vagas (diretas ou indiretas).

Em 2015 a Expoflora tem o patrocínio da Ypê, Coca-Cola, Crystal, Amstel e Ultragaz e o apoio da Prefeitura Municipal da Estância Turística de Holambra e do Banco do Brasil.

A infraestrutura da Expoflora é comparada a dos parques europeus: duas praças de alimentação, com 16 lanchonetes e sete restaurantes (de fast-food até comidas nacionais e típicas holandesas), duas confeitarias típicas; estacionamento com capacidade para cinco mil veículos em sistema rotativo; posto médico, sanitários em alvenaria, Fraldário, bebedouros com água fresca, áreas de descanso com bancos à sombra das árvores; caixas eletrônicos, lojas de souvenir holandeses e três pavilhões de exposição (Shoppings Vermelho, Verde e Azul), onde podem ser encontrados cerca de 250 estandes, desde artesanatos a produtos industriais e para decoração, além de móveis e utensílios domésticos.

 

JC Limeira - Todos os direitos reservados 2016 | Desenvolvido por FMTurati WebDesign